Recentemente, tivemos o anúncio da Infraero e do próprio comando da Aeronáutica dizendo que a navegação aérea no Brasil passará por uma reforma de estrutura, onde as atividades na área executadas pela Infraero passarão para a vinculação do Ministério da Defesa, e que a empresa (Infraero) continuará vinculada ao Ministério dos Transportes, através da Secretaria de Aviação Civil (SAC).

O Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina) já vem conversando com o comando da Aeronáutica, através do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), e aguarda para o próximo mês de junho uma data apropriada para aprofundar as discussões sobre o tema.

Evidentemente, a preocupação do Sindicato é com a manutenção dos postos de trabalho, a capacitação de mão de obra e as garantias do atual acordo coletivo que ampara esses trabalhadores.

No momento, o projeto ainda está em fase de discussão, e o nosso Sindicato participará ativamente deste desafio, mantendo o compromisso de representar a categoria e seus interesses, lembrando que tais discussões também estão sendo feitas pelo Sina dentro da Ifaima e Ifatca, onde têm sido acompanhadas com muito interesse, principalmente pelos militares. Já a Infraero parece não estar muito interessada no âmbito internacional no modelo que essas federações estão discutindo no mundo.

Navegacao aerea