A direção do Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina) participou, nessa quarta-feira (7/6), de reunião para debater a segurança pública no entorno do Aeroporto de Guarulhos. Participaram o deputado estadual Alencar Santana Braga, representantes do deputado estadual Prof. Auriel e do vereador Edmilson Souza, além do coordenador da subsede da CUT-SP em Guarulhos, Marcos Meira, de representantes sindicais do Sintaag (Sindicato dos Trabalhadores Aeroviários em Empresas Auxiliares de Guarulhos) e do Sindigru (Sindicato dos Aeroviários de Guarulhos).

O assassinato da auxiliar de limpeza Evelyn Pereira, de 25 anos, encontrada morta no acesso do Terminal 1 do Aeroporto, em 26 de abril, motivou a reunião, por ampliar a preocupação das entidades sindicais com a segurança da comunidade aeroportuária, incluindo trabalhadores e passageiros. Evelyn era moradora de Guarulhos e fazia o mesmo trajeto todos os dias até chegar ao Aeroporto, onde trabalhava.

O Sina ressalta que já houve no entorno do Aeroporto estupro seguido de morte e latrocínio (roubo seguido de morte). O Sindicato também alerta que a GRU Airport vem reduzindo o efetivo de profissionais que atuam na vigilância do Aeroporto e que tanto a concessionária quanto os órgãos de governo vêm fazendo um jogo de empurra-empurra, não assumindo suas responsabilidades na segurança dos 27 mil trabalhadores e mais de 90 mil passageiros/dia, além da população, que circulam no complexo aeroportuário e entorno.

Como encaminhamentos da reunião, serão enviados ofícios para o Batalhão e Comando da Polícia Militar de Guarulhos, Guarda Civil Metropolitana, governo municipal e presidência da GRU Airport. A reunião foi realizada na sede do Sindigru.